Lea T

PERFIL

T de Lea

Ela começou como modelo masculino, mas se transformou em Lea T e conheceu a fama!

por Graziele Marronato

Lea TO T é de Tisci - Ricardo Tisci, amigo de longa data e estilista da Givenchy –, e não de transexual, como muitos devem supor. Lea T, aliás, nunca polpa elogios a Ricardo em suas entrevistas. "Hoje, ele é minha família", disse numa delas, ao contar que, certo dia, telefonou chorando para ele, desesperada porque não queria se tornar prostituta, mas também não encontrava emprego.

A solução veio das mãos do próprio amigo, que primeiramente a empregou como modelo de prova e, mais tarde, convenceu a diretoria da marca de que Lea devia figurar na campanha da grife em 2010.

História
Lea T, no entanto, não era propriamente novata. Pelo contrário, diz que sempre adorou moda e que, quando era mais jovem, chegou a gastar o valor de um apartamento em roupas de estilistas japonesas, que ama.

Poliglota - ela domina português e italiano, dentre outras -, estudou em Gênova e depois fez o liceu artístico em Florença.

Quando ainda era Leandro Cerezo, chegou a trabalhar como modelo masculino, bem jovem. "Era bonito, com uma grande cabeleira afro, no estilo Michael Jackson no tempo do Jackson Five", contou à revista Marie Claire – mas sofria durantes os castings masculinos. Motivo: achavam-no feminino demais e lhe apontavam a fila das garotas!

Vida e preconceito
Após a campanha publicitária que mudou sua vida, Lea T diz que, fora do mundo fashion, os problemas são os mesmos enfrentados por outras transexuais e por travestis.

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, contou que, no metrô de Milão, um homem a ofendeu simplesmente por ser transexual: "Disse que gente como eu tem que morrer". Lea disse que ficou ainda mais indignada pela passividade com que os passageiros observaram a cena.

Já no Brasil, além do preconceito, amargou um pequeno circo da mídia em torno do nome de seu pai, Toninho Cerezo, famoso jogador de futebol dos anos 80. O escândalo dizia respeito ao fato de Cerezo supostamente renegar a filha em virtude de suas escolhas – mas Lea desmentiu a história ao Estadão: "Absurdo. Meu pai não quis falar com a imprensa porque nem ele nem minha família de Belo Horizonte estão preparados para falar disso. Ainda é tudo muito novo". Segundo ela, Toninho foi a pessoa mais doce e que mais compreendeu sua decisão.

Voltando ao glamour, as escolhas de Lea T a levaram a (1) ter camarim exclusivo na última São Paulo Fashion Week e estrelar a coleção de Alexandre Herchcovitch; (2) ser aplaudida por fashionistas empolgados da primeira fila; (3) posar nua para a Vogue francesa, exibindo parte do membro que em breve deve operar; (4) ser perfilada pela Vanity Fair e (5) fotografar para a revista Love com uma das maiores modelos do mundo, Kate Moss, a quem aparece beijando a boca.

Certo ou incerto
Quanto a seu futuro profissional, não restam dúvidas de que deve seguir um caminho ascendente.

Já sobre a orientação sexual, pairam dúvidas, de acordo com entrevistas que concedeu. A primeira paixão de Lea foi uma menina, ao contrário do que diria o senso comum. Depois, foi por um rapaz. O amor foi correspondido, mas ela se afastou porque ainda não sentia que sua sexualidade estava definida.

De certo, por enquanto, só a operação. A modelo se diz realista quanto ao fato de que não viverá a experiência do prazer feminino como uma mulher biológica, mas sente-se segura com a decisão porque entende que a vida é uma escolha entre ser infeliz ou tentar ser feliz - e ela merece a segunda opção, concordam?


Imagens: Reprodução/Stefano Moro


Publicado em 31/03/2011.

Como tratar uma boneca: 10 dicas para T-Lovers iniciantes

Hoje em dia, muito se comenta sobre os T-Lovers, termo que designa os homens que gostam de travestis e transexuais.

LEIA MAIS

Operadas

No lugar do pênis, surge uma neovagina - e aí? O que muda nas vidas delas?

LEIA MAIS

Passivos com travestis: uma soma de prazer

Fabrício M., 22 anos, e Sergio L., 24 anos (nomes fictícios), têm duas coisas em comum: ambos são fascinados por travestis – e, quando transam com uma, gostam mesmo é de ser passivos.

LEIA MAIS

Dicas para sair em segurança e curtir com uma t-girl

Dicas importantes para sair em segurança com uma T-girl e curtir sem dor de cabeça

LEIA MAIS

Muito sexo alarga o ânus?

Três vezes por dia e muito tesão: transar demais causa problema "lá"?

LEIA MAIS

Copyright © 2013 - TranSites - Termos legais. É proibida a reprodução do conteúdo deste website em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da TranSites.